skip to Main Content

Santa Casa totaliza 1,1 mil atendimentos a pacientes suspeitos e positivados para Covid-19

Santa Casa Totaliza 1,1 Mil Atendimentos A  Pacientes Suspeitos E Positivados Para Covid-19
  • Geral

Há três meses atuando no enfrentamento a pandemia, os hospitais Calixto Midlej Filho e Manoel Novaes já acumulam 1.129 atendimentos de casos suspeitos e/ou confirmados do novo coronavírus e 287 internações de moradores de municípios de diferentes regiões do estado.

No caso de internações, são pacientes regulados pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). Os dois hospitais foram os primeiros no sul da Bahia a implantar leitos clínicos e leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pessoas com sintomas do novo coronavírus.

Para assegurar um tratamento adequado e a recuperação dos pacientes positivados para a doença, a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna conta com 45 leitos clínicos e 13 leitos na UTI exclusivos para pacientes com sintomas gripais nas duas unidades hospitalares. São 45 leitos (35 leitos clínicos e 10 de UTI) para pacientes adultos no Calixto Midlej e 13 pediátricos (10 clínicos e 3 de UTI) no Manoel Novaes, único hospital materno infantil do interior do Estado habilitado para tratamento de casos da Covid-19.

MONITORADOS

Do total de pacientes, a maioria moradores de Itabuna, 161 testaram positivo para Covid-19, 116 negativaram e 852 são monitorados pelo Departamento de Vigilância Sanitária (VIEPI). Dos 287 internados nos hospitais Calixto Midlej e Manoel Novaes, 139 receberam alta médica e 52 foram transferidos para outras unidades.

Nesse período de pandemia, além de Itabuna, os dois hospitais administrados pela Santa Casa de Misericórdia, receberam pacientes regulados de municípios como Almadina, Aurelino Leal, Barro Preto, Buerarema, Camacan, Canavieiras, Camamu, Coaraci, Gandu, Floresta Azul, Ibicaraí, Ibirapitanga, Igrapiúna, Ilhéus, Ipiaú, Itacaré, Itajuípe, Itaju do Colônia, Iramaia, Ituberá e Itapé.

A lista de atendidos inclui ainda pacientes de Jussari, Jequié, Medeiros Neto, Nova Viçosa, Teolândia, Teixeira de Freitas, Pau Brasil e Valença, Guaratinga, Porto Seguro, Uruçuca, Ubaitaba e Una. A maioria dos atendidos era pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

FLUXOS SEPARADOS

Para evitar a disseminação do vírus, há três meses a instituição implantou fluxos separados nos dois hospitais.  “Aqui, temos espaços de triagem para pacientes com sintomas gripais e unidades de internações exclusivas para pessoas com os sintomas da Covi-19. Essa foi uma medida de segurança que adotamos desde o surgimento dos primeiros casos em Itabuna”, explica a diretora técnica do Calixto Midlej, Lívia Mendes.

Essa medida vem permitindo, inclusive, a realização de cirurgias nas duas unidades hospitalares. “No Hospital Manoel Novaes temos emergências separadas. Uma delas é exclusiva para pessoas que apresentam sintomas respiratórios. A separação dos pacientes é feita desde o Pronto Socorro. No interior da unidade, temos profissionais exclusivos para pacientes dos leitos clínicos e leitos de UTI”, relata a diretoria técnica do HMN, Fabiane Chávez.

Santa Casa totaliza 1,1 mil atendimentos a

pacientes suspeitos e positivados para Covid-19

Há três meses atuando no enfrentamento a pandemia, os hospitais Calixto Midlej Filho e Manoel Novaes já acumulam 1.129 atendimentos de casos suspeitos e/ou confirmados do novo coronavírus e 287 internações de moradores de municípios de diferentes regiões do estado.

No caso de internações, são pacientes regulados pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). Os dois hospitais foram os primeiros no sul da Bahia a implantar leitos clínicos e leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pessoas com sintomas do novo coronavírus.

Para assegurar um tratamento adequado e a recuperação dos pacientes positivados para a doença, a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna conta com 45 leitos clínicos e 13 leitos na UTI exclusivos para pacientes com sintomas gripais nas duas unidades hospitalares. São 45 leitos (35 leitos clínicos e 10 de UTI) para pacientes adultos no Calixto Midlej e 13 pediátricos (10 clínicos e 3 de UTI) no Manoel Novaes, único hospital materno infantil do interior do Estado habilitado para tratamento de casos da Covid-19.

MONITORADOS

Do total de pacientes, a maioria moradores de Itabuna, 161 testaram positivo para Covid-19, 116 negativaram e 852 são monitorados pelo Departamento de Vigilância Sanitária (VIEPI). Dos 287 internados nos hospitais Calixto Midlej e Manoel Novaes, 139 receberam alta médica e 52 foram transferidos para outras unidades.

Nesse período de pandemia, além de Itabuna, os dois hospitais administrados pela Santa Casa de Misericórdia, receberam pacientes regulados de municípios como Almadina, Aurelino Leal, Barro Preto, Buerarema, Camacan, Canavieiras, Camamu, Coaraci, Gandu, Floresta Azul, Ibicaraí, Ibirapitanga, Igrapiúna, Ilhéus, Ipiaú, Itacaré, Itajuípe, Itaju do Colônia, Iramaia, Ituberá e Itapé.

A lista de atendidos inclui ainda pacientes de Jussari, Jequié, Medeiros Neto, Nova Viçosa, Teolândia, Teixeira de Freitas, Pau Brasil e Valença, Guaratinga, Porto Seguro, Uruçuca, Ubaitaba e Una. A maioria dos atendidos era pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

FLUXOS SEPARADOS

Para evitar a disseminação do vírus, há três meses a instituição implantou fluxos separados nos dois hospitais.  “Aqui, temos espaços de triagem para pacientes com sintomas gripais e unidades de internações exclusivas para pessoas com os sintomas da Covi-19. Essa foi uma medida de segurança que adotamos desde o surgimento dos primeiros casos em Itabuna”, explica a diretora técnica do Calixto Midlej, Lívia Mendes.

Essa medida vem permitindo, inclusive, a realização de cirurgias nas duas unidades hospitalares. “No Hospital Manoel Novaes temos emergências separadas. Uma delas é exclusiva para pessoas que apresentam sintomas respiratórios. A separação dos pacientes é feita desde o Pronto Socorro. No interior da unidade, temos profissionais exclusivos para pacientes dos leitos clínicos e leitos de UTI”, relata a diretoria técnica do HMN, Fabiane Chávez.

Santa Casa totaliza 1,1 mil atendimentos a

pacientes suspeitos e positivados para Covid-19

Há três meses atuando no enfrentamento a pandemia, os hospitais Calixto Midlej Filho e Manoel Novaes já acumulam 1.129 atendimentos de casos suspeitos e/ou confirmados do novo coronavírus e 287 internações de moradores de municípios de diferentes regiões do estado.

No caso de internações, são pacientes regulados pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). Os dois hospitais foram os primeiros no sul da Bahia a implantar leitos clínicos e leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pessoas com sintomas do novo coronavírus.

Para assegurar um tratamento adequado e a recuperação dos pacientes positivados para a doença, a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna conta com 45 leitos clínicos e 13 leitos na UTI exclusivos para pacientes com sintomas gripais nas duas unidades hospitalares. São 45 leitos (35 leitos clínicos e 10 de UTI) para pacientes adultos no Calixto Midlej e 13 pediátricos (10 clínicos e 3 de UTI) no Manoel Novaes, único hospital materno infantil do interior do Estado habilitado para tratamento de casos da Covid-19.

MONITORADOS

Do total de pacientes, a maioria moradores de Itabuna, 161 testaram positivo para Covid-19, 116 negativaram e 852 são monitorados pelo Departamento de Vigilância Sanitária (VIEPI). Dos 287 internados nos hospitais Calixto Midlej e Manoel Novaes, 139 receberam alta médica e 52 foram transferidos para outras unidades.

Nesse período de pandemia, além de Itabuna, os dois hospitais administrados pela Santa Casa de Misericórdia, receberam pacientes regulados de municípios como Almadina, Aurelino Leal, Barro Preto, Buerarema, Camacan, Canavieiras, Camamu, Coaraci, Gandu, Floresta Azul, Ibicaraí, Ibirapitanga, Igrapiúna, Ilhéus, Ipiaú, Itacaré, Itajuípe, Itaju do Colônia, Iramaia, Ituberá e Itapé.

A lista de atendidos inclui ainda pacientes de Jussari, Jequié, Medeiros Neto, Nova Viçosa, Teolândia, Teixeira de Freitas, Pau Brasil e Valença, Guaratinga, Porto Seguro, Uruçuca, Ubaitaba e Una. A maioria dos atendidos era pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

FLUXOS SEPARADOS

Para evitar a disseminação do vírus, há três meses a instituição implantou fluxos separados nos dois hospitais.  “Aqui, temos espaços de triagem para pacientes com sintomas gripais e unidades de internações exclusivas para pessoas com os sintomas da Covi-19. Essa foi uma medida de segurança que adotamos desde o surgimento dos primeiros casos em Itabuna”, explica a diretora técnica do Calixto Midlej, Lívia Mendes.

Essa medida vem permitindo, inclusive, a realização de cirurgias nas duas unidades hospitalares. “No Hospital Manoel Novaes temos emergências separadas. Uma delas é exclusiva para pessoas que apresentam sintomas respiratórios. A separação dos pacientes é feita desde o Pronto Socorro. No interior da unidade, temos profissionais exclusivos para pacientes dos leitos clínicos e leitos de UTI”, relata a diretoria técnica do HMN, Fabiane Chávez.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top

Send this to a friend