skip to Main Content

Provação…

Provação…

Seres iguais a mim
do mesmo clã
Mas de sangue azul
Me jogaram em um mundo
Não meu…
Estranho e desconhecido
De leões famintos…
A revelia, impotente, sofro
Contendo as dores
Sem lar, sem flores!
Desse labirinto de lagrimas
Sucumbido pela traição
Desumana da maldade

Da essência das alucinações vazias
Dos loucos,, poucos…
Sem os sonhos concretos
Da, truculência de vocês
Vítima da ambição burguesa
Nobreza, pobreza
Da burguesia
Sem poesia…!

Joselito dos Reis
17.05.2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top

Send this to a friend