skip to Main Content

Projeto Mão na Massa leva experimentos científicos à escolas municipais de Itabuna

Projeto Mão Na Massa Leva Experimentos  Científicos à Escolas Municipais De Itabuna

         Professores e alunos do Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente – Caic Jorge Amado, da Escola Jorge Ribeiro Carilho e da Escola Luiz Viana Filho, que integram a Rede Pública Municipal de Ensino de Itabuna, estão encerrando nesta semana mais um ciclo do Projeto Mão na Massa, com oficinas e exposição de trabalhos realizados a partir de experimentos científicos realizados em salas de aula. A iniciativa faz parte do convênio mantido entre a Secretaria Municipal da Educação e a Universidade Estadual de Santa Cruz e é desenvolvida por meio do Programa de Extensão A Importância da Educação Científica na Formação de Professores do Ensino Fundamental, implementado pelos departamentos de Educação e de Ciências Exatas da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).

         Na quarta-feira (12), as atividades foram desenvolvidas na Escola Jorge Ribeiro Carilho, no bairro Santo Antônio, com a realização das oficinas de Produção e Análise de Papel Artesanal e de Produção de Vídeos pela Técnica Stop Motion. Segundo explicou o estudante de licenciatura em Matemática da Uesc, Fábio Câmera Silva, que atua como voluntário, no programa, neste ciclo de formação continuada com os professores a Sequência de Dados Interativa (SDI) está focada na temática “Resíduos Sólidos”. Ele disse que, inicialmente, os professores desenvolveram práticas em sala de aula a partir da vivência dos alunos, produzindo trabalhos a partir do reaproveitamento de resíduos sólidos, como garrafas pet, aparas de lápis de cor, papel e outros.

         “Na oficina de Produção de Vídeos por Stop Motion trabalhamos com o tema da preservação ambiental, a partir do questionamento de como estará o planeta daqui a trinta anos se não utilizarmos o conceito dos três ‘Rs’, que consiste na reutilização, reciclagem e no reuso dos resíduos sólidos”, explicou Fábio Câmera. Ele disse ainda que na oficina de Produção e Análise de Papel Artesanal os alunos experimentaram todas as etapas de reutilização e confecção do papel que poderá ser utilizado em trabalhos manais.

         Acompanhando atento e curioso a o que acontecia nesta oficina, Douglas da Hora Oliveira Santos, 10 anos e aluno do 4º ano do Ensino Fundamental da Escola Jorge Carilho, disse que foi muito importante aprender a reciclar o papel que poderia ser descartado para o lixo. “Gostei muito de ver a trituração do material que logo depois se transformou novamente em papel”, revelou Douglas. Nesta quinta-feira (13), o encerramento do projeto acontece na Escola Luiz Viana Filho.

         O Projeto

         Originado na França, o Projeto Mão na Massa se caracteriza pelo experimento, viabilizando o ensino da ciência na escola por meio da investigação. A metodologia possibilita que temas curriculares sejam problematizados, com base nos conhecimentos prévios dos estudantes que levantam hipóteses sobre a temática e, a partir de experimentos investigativos, tais proposições são verificadas. Introduzido no Brasil por iniciativa da Universidade de São Paulo (USP), o projeto atualmente é tutelado no Sul da Bahia pela Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), sob a coordenação da professora Sandra Abreu, do Departamento de Educação. As escolas da Rede Municipal de Ensino de Itabuna participam do Mão na Massa por meio do Termo de Adesão, firmado entre a SEC e a Uesc.

        

________________________________________

Secretaria Municipal da Educação

Diretoria de Comunicação Social

Texto: Erivaldo Bomfim

Foto e Reportagem: Hélio Fonseca

Este Post Tem 2 Comentários
  1. O projeto é de extrema importância para a percepção do desenvolvimento de tecnologia e ciência pelos alunos do ensino fundamental em rede pública de educação.
    Parabéns à Profa. Sandra Abreu e aos discentes pelo projeto!

  2. A participação no projeto de extensão tem sido de grande importância e impacto na minha formação, gratidão imensa aos colegas do Projeto e a Professora Sandra Abreu pela constante orientação e apoio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top

Send this to a friend