skip to Main Content

Operação Sossego divulga relatório de ação do fim de semana em Itabuna

Operação Sossego Divulga Relatório De Ação Do Fim De Semana Em Itabuna

Um veículo apreendido e seu proprietário conduzido ao Complexo Policial de Itabuna, depois que assumiu ter consumido bebida alcoólica e ter se recusado a apresentar documentos pessoais e do carro. Além disso, pelo menos 350 pessoas foram abordadas no último final de semana. Estes foram os resultados apresentados hoje, dia 17, pela Operação Sossego.

A operação foi executada pela Secretaria de Segurança e Ordem Pública (SESOP), por intermédio da Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) e Grupo Ostensivo de Proteção Ambiental (GOPA), da Guarda Civil Municipal, com o apoio da Polícia Militar, Polícia Civil e das secretarias municipais de Transportes e Trânsito (SETTRAN) e de Agricultura e Meio Ambiente (SEAGRIMA).

Iniciada a partir das 21 horas da sexta-feira, dia 14, a Operação Sossego contou com um efetivo de 18 pessoas, tendo se repetido sábado e no domingo, com 21 integrantes e se encerrou as 3h30min desta segunda-feira. De acordo com o relatório dos fiscais também foram atendidas sete denúncias de moradores de várias localidades, incomodados com o som abusivo, tipo paredão.

A Operação Sossego foi implantada no ano passado para garantir a paz, o sossego e a tranquilidade pública dos cidadãos e estabelecer padrões máximos de decibéis permitidos por leis municipais e federais. Também objetiva combater crimes ambientais e contravenções penais, conforme explicou o titular da SESOP, Humberto Mattos.

Segundo ele, a fiscalização é realizada principalmente à noite, nos fins de semana e feriados abordando bares e restaurantes quanto ao som abusivo, e em domicílios nos bairros e em áreas centrais da cidade, além de veículos que circulam com equipamentos sonoros potentes com som alto.

O secretário Humberto Mattos disse que a utilização de paredões em Itabuna não é proibida. “Apenas o volume e o horário estão sendo regulamentados, em conformidade com o que determina o Decreto Municipal nº 14.480, de junho de 2022”, explicitou.

Para o secretário, a Operação Sossego trouxe mudanças significativas ao município por atender aos apelos da comunidade incomodada tanto com a poluição sonora quanto ao cumprimento de leis.

Os infratores flagrados, além de terem seus aparelhos (sonoros e veículos) apreendidos, também podem sofrer sanções com multas, responder processos administrativos junto ao Ministério Público estadual e serem enquadrados no Termo de Ajuste de Conduta (TAC).

 

 

Legenda: Operação Sossego aprendeu um veículo e mobilizou efetivos no final de semana. Fotos: Ascom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top

Send this to a friend