skip to Main Content

Investidores de Pernambuco visitam Polo Agroindustrial do Médio São Francisco baiano

Investidores De Pernambuco Visitam Polo Agroindustrial Do Médio São Francisco Baiano

Uma comitiva composta por empresários pernambucanos visitou o Médio São Francisco baiano, na quarta-feira (19), para conhecer o Polo Agroindustrial e Bioenergético que está em implantação na região. Prospectada pelo vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico, a missão de negócios teve como foco a atração de novos interessados em investir nos projetos de irrigação ou agropecuários no local. Atualmente já tem uma usina sucroalcooleira se instalando, do Grupo Paranhos, e outros quatro projetos com tratativas avançadas.

“É a décima quinta vez que estou vindo aqui, esse projeto é uma coisa diferente, uma nova fronteira da agricultura brasileira. No setor sucroalcooleiro ninguém tem igual como projetado nos municípios de Muquém do São Francisco, Barra, Xique-Xique – com alta produtividade, terras totalmente planas, potencial hídrico. Parabenizo o governador Rui Costa e a todos os companheiros do Governo que estão ajudando a esse projeto acontecer, pois cada projeto desse vai gerar algo em torno de 4 mil empregos, se você botar 10 usinas, são 40 mil empregos diretos e indiretos”, diz Leão.

Para Eduardo Monteiro, presidente do Grupo EQM, empresa do setor sucroalcooleiro de Pernambuco, o governo baiano faz uma importante ação de atração de investimento na região, de uma maneira proativa, permanente e monitorada: “Isso é raro no serviço público”. E continua: “O que eu vi aqui, eu jamais vi em termo de produtividade por aspersão e pivôs centrais. Já vi áreas de gotejo importantes, mas elas não se assemelham em produtividade a esta que estou vendo aqui. Estou muito impressionado com a topografia, a potencialidade e com fotoperiodismo, o alargamento da estrutura de moagem na medida em que aqui pode moer 200 dias, e não 170 dias como no Nordeste. Então nós estamos aqui diante de uma extraordinária e promissora fronteira de produção do setor sucroenergético do Brasil”.

“Primeiro, quero deixar claro a minha baita boa impressão. Eu que venho de Petrolina, segundo polo fruticultor do Brasil, um dos principais polos agropecuários e de agricultura do nosso Nordeste brasileiro. Vim aqui conhecer de perto a região de Barra, de Ibotirama, de Muquém, e estou muito bem impressionado pela capacidade do solo, pela abundância da água, do sol e principalmente por toda estrutura que o Governo da Bahia vem fazendo”, afirma Miguel Coelho, empresário e prefeito de Petrolina (PE).

O Polo Agroindustrial e Bioenergético do Médio São Francisco, uma aposta do Governo do Estado para potencializar econômica e socialmente a região, por meio das Secretarias de Desenvolvimento Econômico (SDE), da Agricultura (Seagri) e de Desenvolvimento Rural (SDR), tem previsão inicial de investimentos privados na ordem dos R$ 2,2 bilhões, em cinco projetos com capacidade instalada anual de 10,5 milhões de toneladas de cana (TCH).

Ascom/SDE

Fotos: Ascom/SDE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top

Send this to a friend