skip to Main Content

“O que presenciamos é marco histórico para o sul da Bahia” diz secretário de Meio Ambiente

“O Que Presenciamos é Marco Histórico Para O Sul Da Bahia” Diz Secretário De Meio Ambiente

“O que presenciamos aqui é um marco histórico para o sul da Bahia e para Itabuna. Há mais de 30 anos vivenciamos um lixão a céu aberto com pessoas vivendo em condição subumana em degradação social e na companhia de porcos, urubus e cães. Então, o que se evidencia com esse aterro sanitário é a mudança de mentalidade na direção do ambientalmente correto e, principalmente, dar condições dignas a pessoas que trabalham na coleta do resíduo orgânico”, disse o secretário estadual de Meio Ambiente, José Carlos Oliveira.

O secretário representou o governo estadual nesta segunda-feira, dia 3, na cerimônia de assinatura pelo prefeito de Itabuna, Augusto Castro (PSD), da Ordem de Serviço para que os resíduos sólidos do município sejam destinados ao aterro da Central de Valorização de Resíduos (CVR) Costa do Cacau. Para João Carlos às vezes se imagina que lixo seja problemas. “Mas, na visão moderna, a gente tem que entender que mais de 80% do lixo podem ser aproveitados. Portanto, gerando renda para as pessoas”, realçou.

“Quero parabenizar o prefeito Augusto Castro. Que sua decisão sirva de exemplo para os demais municípios por construir parcerias, abrir oportunidades e por resolver um problema crônico que era o lixão de Itabuna”, comentou João Carlos. “Na qualidade de secretário estadual do Meio Ambiente fico extremamente feliz pela iniciativa que realmente vai resgatar pessoas que viviam em situação degradante”, completou.

O titular da secretaria estadual de Meio Ambiente (Sema) destacou a sensibilidade da secretária de Promoção Social e Combate à Pobreza, Andrea Castro, que está cuidando das pessoas com muita atenção, inclusive oferecendo aluguel social e cestas básicas para que saiam da situação de miserabilidade. “Para nós era uma tristeza muito grande ver a situação desse lixão”, relatou.

A Sema vai articular a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), Inema, Ministério Público Estadual e demais atores institucionais para discutir uma solução para os mais de 2 mil porcos no lixão. “É preciso uma providência. Esses animais não podem ir para o abate e para o consumo humano”, disse.

O presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Erasmo Ávila, também se congratulou com o prefeito Augusto Castro. “Parabenizo o prefeito e os secretários por dar um passo importante para que Itabuna se adéque às exigências do Marco do Saneamento Básico. Itabuna está de parabéns porque a Administração municipal tomou a decisão correta de destinação do resíduo sólido e de resgate das pessoas que vivem da reciclagem”, afirmou.

O líder do Governo no Legislativo, vereador Manoel Porfírio, declarou que o prefeito de Itabuna deu um passo importante para o futuro. “Aquele lixão a céu aberto era um absurdo. Com a decisão de usar o aterro se muda a situação. No tempo de hoje isso era inimaginável. A política de resíduos sólidos necessita da cooperação de todos, principalmente dos agentes públicos”, relatou.
___________
Departamento de Comunicação Social
Secretaria de Relações Institucionais e Comunicação

Prefeitura de Itabuna
Pela cidade, por você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top

Send this to a friend