skip to Main Content

O 79 ANOS DO ALMIRANTE NÉLSON Por Walmir Rosário*

O 79 ANOS DO ALMIRANTE NÉLSON Por Walmir Rosário*
O lord Nélson tentou contato com Tyrone
pelo orelhão, mas não obteve sucesso

Não sei se deveria tocar nesse assunto, por sinal bem meticuloso, pois se trata de um tema bem personalíssimo quando se trata da idade de uma pessoa, ainda mais sobre um ancião que teima em continuar sendo garoto. De minha parte não tenho nada a opor nesta questão da jovialidade do pomposo almirante Nélson, por muitos também conhecido como lord Nélson Barbosa.

Para comemorar os 79 anos, garantidos por ele, fez questão de contratar os serviços do bar Mac Vita, em Canavieiras, para receber os amigos com as honras devidas, dignas de um fidalgo, reconhecido por todos como um refinado anfitrião. E não poupou na recepção, exigindo uma ampla variedade de cervejas, para os exigentes paladares, bem como nos pratos quentes ali servidos.

Mas como em quase todas as festas ou comemorações sempre existe uma voz dissonante, desta vez não foi diferente, com alguns convidados exaltados pelo efeito das bebidas. Mas nada que pudesse tirar, subtrair um pouco do brilho da festa. É que lá pras tantas, um dos convidados levantou uma questão de ordem (como se ali fosse o congresso) sobre a idade comemorada neste domingo 21-01-2024, um dia antes da verdadeira data.

Esse pequeno dissabor teria passado em brancas nuvens não fosse o questionamento do convidado em garantir que há quatro anos teria ele participado das comemorações dos 80 anos do aniversariante, uma festa de arromba, promovida no mesmo local. Nada que tirasse o brilho dos festejos, que coincidiram com o de São Sebastião, um dos santos com grande legião de devotos.

Mas o que interessa mesmo é a qualidade dos convidados e os mimos presenteados. E posso afirmar oferecendo todas as garantias das mais puras verdades, que os amigos foram pródigos em comparecimento e regalos. Logo após de cantado o hino de parabéns, a emoção tomou conta do aniversariante após as homenagens, entre elas uma carta do tipo testamento, mantida em sigilo pelo sobrinho Júnior Trajano.

Era uma correspondência psicografada, o jornalista Tyrone Perrucho tecia os mais elogiosos comentários a respeito do aniversariante, destinando, inclusive, ao lord Nélson, um presente para a data: uma camisa multicolorida – seminova –, com as recomendações de uso em datas apropriadas. A título de esclarecimento, Tyrone se despediu de nós há três anos e uma semana, mas garantiu que estaria presente à festa.

Com a voz embargada pelo choro compulsivo e as lágrimas a embaçar as lentes dos óculos, o almirante Nélson tentou um contato imediato com o amigo sumido, por meio de um telefone do tipo orelhão, sem qualquer sucesso. Refeito das grandes emoções vividas na festa antecipada de aniversário, se recompôs a tempo de continuar anfitrionando os convidados na tarde noite de sábado. Para o ano tem mais, prometeu o lord Nélson.

*Radialista, jornalista e advogado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top

Send this to a friend