A Audiência Pública realizada nesta terça-feira, 15, no Senado Federal, em
Brasília, contou com as presenças de prefeitos do sul da Bahia, além de
deputados baianos, senadores de vários estados produtores de cacau e
técnicos da Comissão Executiva da Lavoura Cacaueira (Ceplac), que
destacaram a importância do órgão para as atividades de pesquisa e
extensão, além da necessidade de investimentos científico, técnico e
financeiro na lavoura.

O presidente do Consórcio Intermunicipal da APA do Pratigi – Ciapra e
prefeito de Igrapiúna, Leandro Ramos, destacou que o debate foi muito
importante para mostrar a força da cultura na região, que está presente em
mais de 100 municípios da Bahia. Dessa forma, o prefeito Leonardo Barbosa
(Leo de Neco), de Gandu, ressaltou “a importância dessa articulação
política, imbuída com os técnicos da Ceplac para juntos unir esforços, para
que fortaleça a economia cacaueira”.

O Senador Acir Gurgacz (RO), relator da PL 4.107/2019, que institui a
Política Nacional de Incentivo à produção de Cacau de Qualidade, destacou
que a Ceplac é necessária para que manter e aumentar a produção de cacau no
Brasil. “Eu não vejo como o Brasil ficar sem a Ceplac, pois é fundamental
para o futuro do cacau no país”, declarou o parlamentar, que aceitou o
convite da comitiva baiana, de visitar a Ceplac no Sul da Bahia, e se
comprometeu em solicitar junto a Ministra da Agricultura, uma audiência
pública na região, visando ampliar as discussões.

Nesse sentido, o presidente da Amurc e prefeito de Firmino Alves, Aurelino
Cunha, comemorou a inciativa do Senador, tendo em vista que a entidade
defende uma maior participação de representantes da cacauicultura e da
sociedade civil no debate. “Uma audiência pública em nossa região será uma
oportunidade muito grande para que as repartições, a sociedade civil e os
municípios participem e possa criar uma condição de sugerir as mudanças
estruturantes que a Ceplac precisa”.

A audiência ainda contou com a presença do diretor geral da Ceplac,
Guilherme Galvão e do geneticista da Ceplac, Wilson Melo, que apresentou as
pesquisas em desenvolvimento da instituição, em especial o estudo da
monilíase, principal doença do cacau a nível mundial, com trabalhos
realizados com clones resistentes, antecipando futuros prejuízos a lavoura,
reafirmando a importância da pesquisa e extensão conjunta a serviço dos
produtores.

_________________

*Texto: Viviane Cabral – MTE 4381/BA*