skip to Main Content

Audiência Pública dia 15/10 vai discutir a **Política Nacional para Cacau e o papel da Ceplac, em Brasília*

Audiência Pública Dia 15/10 Vai Discutir A **Política Nacional Para Cacau E O Papel Da Ceplac, Em Brasília*

Após uma reunião realizada entre prefeitos, técnicos da Ceplac e de
instituições parceiras com senadores, deputados federais da Bahia e a
ministra da Agricultura, na última terça-feira, 1º, em Brasília, com o
objetivo de garantir o apoio às medidas de restruturação da Ceplac, foi
agendado uma Audiência Pública do Cacau no próximo dia 15/10, às 9h, no
Plenário 7, Ala Alexandre Costa, Anexo II, no Senado Federal, com a pauta:
Política Nacional para Cacau e o papel da Ceplac neste contexto.

O encontro que vai reunir representantes de todos os estados produtores de
cacau, contará com a participação de representantes do sul da Bahia e
deputados baianos, com o objetivo de defender o decreto que cria a Política
Nacional do Cacau, com base no projeto de lei PL 4.107/2019, de autoria do
senador Ângelo Coronel. Além disso, serão apresentadas as 10 medidas
sugestivas para o desenvolvimento da região e proteção da cacauicultura em
relação as doenças.

A proposta das 10 medidas entregue a Ministra Teresa Cristina, destaca a
necessidade de investimentos científico, técnico e financeiro da lavoura do
cacau, com fomento financeiro aos cacauicultores, que resulte no aumento
significativo da produção por hectare, com a possibilidade de 250 arrobas
por hectare. Ainda no encontro em Brasília, com o objetivo de conhecer de
perto a realidade da região, a Ministra e os senadores dos estados
produtores de cacau estarão agendando uma visita às instalações da Ceplac
no Sul da Bahia.

Na oportunidade os técnicos da Ceplac apresentaram ao Senador Acir Gurgacz,
relator da PL 4.107/2019, que cria a Política Nacional do Cacau e contempla
a Ceplac como órgão Singular e Autônomo do Agronegócios do Cacau. O
economista Antônio Zugaib apresentou os aspectos sócio e econômicos da
cacauicultura, impactos local e global, com efeitos na economia dos
municípios.

Já o Geneticista Wilson Melo, também da Ceplac, destacou as pesquisas em
desenvolvimento da instituição, em especial o estudo da monilíase,
principal doença do cacau a nível mundial, com trabalhos realizados com
clones resistentes, antecipando futuros prejuízos a lavoura, reafirmando a
importância da pesquisa e extensão conjunta a serviço dos produtores. Na
coordenação do Projeto 500 da Ceplac, o extensionista Ivan Costa destacou
que vem trabalhando no aumento da produção, com a finalidade de tornar o
cacau sustentável e rentável aos agricultores, viabilizando o segmento
produtivo do setor.

O presidente da Amurc, Aurelino Cunha e o prefeito de Igrapiúna e
presidente do Ciapra, Leandro Ramos reiteraram o apoio de todos os
senadores e deputados da Bahia, “agradeço aos deputados Paulo Azi, Leur
Lomanto e Elmar Nascimento pela agenda positiva com a Ministra Teresa
Cristina e pelo comprometimento com a causa da Ceplac. A luta tem um forte
apelo político apartidário, onde a força de todos em prol de uma política
inovadora, inclusiva, sustentável ambiental, econômica e social”.

________________

*Texto: Viviane Cabral – MTE 4381/BA*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top

Send this to a friend